Carboidratos, cães e gatos podem comer?

Carboidratos, cães e gatos podem comer?

Este é um dos temas mais polêmicos da área de nutrição de cães e gatos! Mas antes de falarmos se eles podem ou não podem, precisamos compreender um pouco sobre a fisiologia e as necessidades nutricionais de cada espécie. Além disso, um passo muito importante que precisamos dar para facilitar esta compreensão é desconstruir a ideia de que o cão e o gato doméstico da atualidade compartilham grandes semelhanças com as espécies silvestres antecessoras.

De acordo com uma pesquisa publicada pela revista Nature, os cães domésticos adquiriram a capacidade de metabolizar e utilizar a energia proveniente do carboidrato de forma muito efetiva e sem resultar em prejuízos em situações de saúde. Isto ocorreu em função da sua proximidade com o ser-humano ao longo de 15 mil anos que, por pressão evolutiva, modificaram a sua fisiologia para adaptar-se à nossa dieta. Ou seja, os cães não são lobos pequenos domesticados! Eles são outra espécie animal!!

Já o gato que iniciou o seu processo de domesticação há 4 mil anos, somente, ainda possui semelhanças maiores com o seu antecessor silvestre, principalmente com relação ao seu comportamento e fisiologia digestiva. De fato, os gatos metabolizam a energia proveniente do carboidrato de forma mais lenta (em comparação ao cão e ao ser- humano), mas isso não permite inferir que o carboidrato faça algum malefício para eles! Inclusive, estudos publicados por pesquisadores da área já mostraram que eles fazem sim uso desta fonte energética muito bem, obrigada!

Ressalvas com relação ao tipo de carboidrato e seus teores de inclusão nos alimentos comerciais são compreensíveis e necessárias quando tratamos de animais com doenças que dificultam o processo de retirada da glicose da corrente sanguínea como, por exemplo, a obesidade e o diabetes mellitus.

Mas afinal, cães e gatos podem consumir carboidratos?

Nestas situações, é possível incluir uma quantidade menor de carboidratos bem como utilizar os ingredientes que são absorvidos de forma mais lenta pelo organismo para evitar variações grandes e repentinas da glicemia.

Em linhas gerais, os cães e gatos saudáveis PRECISAM de carboidrato? Não!

Mas eles podem consumir? Sim! O carboidrato vai fazer mal? Não!

 
 
Autor: Andressa Rodrigues Amaral

 

 

Junte-se a discussão

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top